23 de mar de 2010

"Tudo que eu sei é que eu não sei de nada"

Frase tipica do meu momento.

Tipo eu achava que sabia minha essencia. #fail

Eu queria muito sair de casa, mudar a vida zerar o placa. Agora que vou mudar não quero mais #fail

Tudo que eu mais queria era ser ator, depois que conseguir o DRT, nem uso #fail

Devido a muitos acontecimento minha percepção de algumas coisa mudaram tambem #fail

Quem eu tratava como rei me trato como bobo da corte. #fail

Eu sempre fui um "desapegado" resolvi me apegar e me fudi #fail

Muitas das minhas escolhas foram baseadas por influencia de outras, mesmo eu sabendo que iria me fuder #fail

To cansado de ficar me expondo, me expondo, me expondo e faço exatamente o contrario disso #fail

Sempre falei "vamos dar tempo ao tempo" odeio tempo #fail

Resumindo tudo que eu sempre afirmei, eu faço exatamente o oposto. não sei porque eu acho que a vida é facil, vivo sempre no fundo na lua, na eterna sindrome de peterpan. Chega uma hora que não dá mais pra ficar aturando atitudes bobas e sem fundamento. Ta MAIS do que na hora de eu definir prioridades, desejos e ir a luta, não adianta eu querer, eu tenho que tentar, ficar parado esperando a grande chance cair do ceu não vai adiantar.

O "certo" é que agora as coisas vao ( já estão ) ser um pouco diferentes, to sinceramente cansado de faze a vontade dos outros. Bom tendo em vista que tudo que e acho certo eu faço totalmente o oposto.

Vamos tentar... a vida é um eterno aprendizado. < CERTO?


#2bjs a vai se falando durante a semana

18 de mar de 2010

Troca

Ontem eu tava assistindo o Filme O mundo Imaginario do Dr. Parnassus o filme se baseia numa aposta feita entre Dr. Parnassus e o Diabo na luta por almas, caso o Dr ganha, ele ganha a imortalidade e se o Diabo ganhar tem a alma do sabio Dr. então o filme começa e então é apresentado o talento do dr de manipular a mente humana atraves dos desejos oculto as pessoas... Eis que num dado momento eu começo a me perguntar meu desejo mais secreto... E sem duvida é a ACEITAÇÃO.

Tenho uma extrema falta de segurança, uma incrivel mania de achar que o mundo esta conspirando contra mim. e con isso necessito veementemente de SER ACEITO. com isso vou errando, errando, errando na tentativa de ir atras da perfeição, ser o amigo perfeito, o namorado perfeito, o profissional perfeito, o filho perfeito. ahhh cansa isso. to cansado de buscar o impossivel, de buscar a perfeição, isso não existe MESMO.

Voltando o filme se baseia na Troca. felicidade momentanea pela alma. Mas o que representa essa troca? a luta infindada pela felicidade? a luta desgastante pela aceitação? ou auto-afirmaçao?

o que me importa realmente se eu gosto de uma pessoa e ela não gosta o suficiente d mim? Quem estará sendo iludido a final? Eu. tendo em vista que eu optei me impus essa situação.

Engraçado que troca pode ser defeituosa. voce pode se entregar ao amor, se entregar a amizade e não receber nada em troca. Quem no final vai estar se magoando? diferenta da resposta anterior, EU, no caso não saio ferido nessa troca. mas a outra pessoa que sai. Quem foi que disse que troca sem retorno não dá em nada. AFIMO DÁ SIM. a gente aprende, sabe como fazer da proxima vez, nao se entregando menos, mas se entregando certo.

Apesar de andarem de mãos dadas a Lei do retorno não se aplica da mesma forma. No amor dar sem troca a pessoa acaba enjoando daquilo vai em busca de algo melhor mais concreto, mesmo que ao tal amor não lhe faça mal, esteja apenas parado. Agora na amizade o jogo é inverso se voce se dedica a amizade e essa amizade fica parada, voce continua se dedicando. o que tem demais em amar(como amigo) uma pessoa e essa pessoa não te amar, mas sempre te ouve, conversa, expoe opiniões, sempre tá ali te ajudando, mas não te ama da mesma intensidade. Vai ver essa sim é uma amizade mais realista e mais concreta que qualquer outra. porque essa não vai se importar em falar coisas que magoam, mas que voce tem qeu ouvir... O importante na amizade nem sempre é 100% de fidelidade e troca mas sim respeito.

E o mundo imaginario do dr.parnassus diz isso, sobre a mentira aparente e a mentira real. quem se entrega ao Dr. Parnassus é um sem amigo, sem esperança, sem ninguem. É aquele que busca algo que ainda nem mesmo sabe e entra dentro de um espelho apenas para se satisfazer mesmo que momentaneamente...


Agora me diz VOCÊ. Entraria no Mundo imaginario do Dr. Parnassus mesmo tendo amigos e pessoas que não te amam da mesma forma que voces a amam... mas que se importam com você?


#2beijos a gente vai se falando durante a semana... X.O.X.O

16 de mar de 2010

Quem eu sou...

Não quero mais saber , o que eles vão dizer
Sobre o que eu vou fazer ou sobre o que eu não vou ser
O caminho é longo eu sei
E eu vou fazer valer
Cada segundo que eu passo sem dizer porque
Foi mergulhar mais fundo
Sair do quarto escuro
Vou descobrir o que é melhor pra mim
Que profissão eu quero , futuro que eu espero
Vou encontrar o que me faz feliz
Sem saber o que vai ser (vai ser)
Sem saber o que vai ser
Se pra eu tentar ser alguém bem melhor
Deixa eu tentar ser quem eu sou
Ganhar ou perder tanto faz
Não me importa
Eu quero é mais ser quem eu sou
Agora eu te quero
Depois eu já não sei
Mas quando estamos juntos
Nada mais importa aqui
Será que eu tenho sorte ?
Será que é ilusão ?
De ver que a minha história foge dessa confusão
Eu vou pular mais alto aonde eu possa ver
Além do olhar que me deixou aqui
São tantos desencontros
São tantas linhas tortas
Formando a identidade que eu sempre sonhei pra mim
Se pra eu tentar ser alguém bem melhor
Deixa eu tentar ser quem eu sou
Ganhar ou perder tanto faz
Não me importa
Eu quero é mais ser quem eu sou
Se pra eu tentar ser alguém bem melhor
Deixa eu tentar ser quem eu sou
Ganhar ou perder tanto faz
Não me importa
Eu quero é mais ser quem ....
Sem saber o que vai ser (vai ser)
Sem saber o que vai ser
Sem saber o que vai ser (vai ser)
Sem saber o que vai ser
Se pra eu tentar ser alguém bem melhor
Deixa eu tentar ser quem eu sou
Ganhar ou perder tanto faz
Não me importa
Eu quero é mais ser quem ... eu sou
Eu sooooooou
Eu quero é mais ser quem eu sou.

Houve um tempo onde eu tentei me adaptar para agradar... falho Então decidi que porra se o antigo não ajudava falavam de mim o novo tambem não agradou aparentemente.

POSSO SER QUEM EU SOU?

Pois é exatamente quem eu serei agora, a fase de ficar agradando deus e o mundo é fase passada, obvio que tudo ponderadamente, porque egoismo não leva nada a ninguem, mas por muito tempo escondi opniões para não magoar, não criticava para não ofender e minha opinião foi-se indo, indo, indo... até que vi que tava bem me prejudicando, tava ficando sem personalidade, sem motivação, sem fazer falta. tava meio samambaia, então falo ouviu, ofendeu vai ser ofendido... continuo calmo e sereno como sempre... mas tá na hora de acordar e ver quem é quem né...

#2bjs a gente vai se falando durante a semana.


REFLITAM :
Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro. Clarice Lispector

15 de mar de 2010

Encontro

Encontro

Ato ou efeito de encontrar. / Casual posição face a face com uma pessoa ou coisa. / Colisão de dois corpos: encontro de veículos. / Combate imprevisto entre duas tropas em marcha. / Competição esportiva. / Luta. / Duelo. / Confluência de rios. / Achado. / Ponto de articulação das asas das aves com o rádio e o cúbito. // Encontro de contas, acerto. / &151; loc. prep. Ao encontro de, à procura de, a favor de. / &151; loc. prep. De encontro a, contra, em oposição a.



Mas no dicionario não se fala em encontro de almas, coisa pouco frequente pra quem acredita nisso.

SIM, eu acredito e ja encontrei 3.

A primeira delas sem duvida é a da minha mãe, nossa relação é inexplicavelmente conectada, um se entristesse sem motivo, quando o outro esta passando por uma situação dificil, um sabe cada palavra que o outro tá pensando, a ligação é instantanea, voraz e vital... a distancia faz perder o brilho, proximidade faz intensificar a beleza, a defesa é letal. errado ou certo nos defendemos com unhas e dentes, depois podemos quebrar o barraco em casa, mas fora matamos um. Deixamos de lado a propria felicidade pra favorecer a felicidade do outro e isso sim é muita coisa

Meu segundo encontro foi a uns 6 anos atras. O reconhecimento foi mutuo, desde então passamos por provaçoões, percalços, obstaculos, sofrimento. Foi e será sempre um caminho dificil, o destino as vezes parece que conspira contra, sempre tem algo ou alguma coisa pra afetar esse caminho, mas quem disse que é facil? nem seria bom se fosse facil. O amor e a gratidão desse encontro supera expectativas, supera especulaçoes, supera criticas e a tentativa de falha, não temos medo, não temos receio... temo amor, sim amor, amizade é (pra mim) a forma mais intensa e dolorida de amor, por ele temos que passar dos limites da realidade, passar por cima de propriar convicçoes, a paciencia e vital pro andamento disso, troca, fidelidade, ocultação, tolerancia... mas mesmo com tudo isso o encontro se faz presente e unico pra manter essa relaçao, a gente simplesmente sente que sofreu esse encontro.


o ultimo (porem nao ultimo da vida) encontro que tive foi a pouco tempo na verdade... mas sabe quem vc bate o olho e simplesmente sabe que aquela pessoa vai ficar, marcar sua vida por um bom tempo? e por mais que faça sempre vai encontrar, ou falar, ou pensar, ou ouvir ou etc etc etc...

Em resumo ENCONTROS nem sempre significam coisas boas, até porque o oposto disso tambem existe e muito o DESENCONTRO. mas descontro fica pra nossa proxima conversa...

#2bjos a gente vai se falando durante a semana...

2 de mar de 2010

Um amor de romance [ parte 1]

Bom vou contar uma historia que aconteceu ha muito tempo atras com um conhecido meu.


Miguel era digamos assim, um eterno apaixonado pela vida. Vivia nos clubes e boates da cidade, pegava todas as menininhas da cidade, um verdadeiro "bon vivant" até que ele conheceu Satine.

Satine era estudante de medicina na faculdade mais concorrida e disputada do pais, a jovem era ruiva, estatura mediana e completamente inocente, tinha uma doçura unica, tipica de quem é criada somente pela avó, os pais de Satine morreram quando a estudante tinha apenas 5 anos e desde então era criada por tereza, sua avó materna. Satine era unica no que fazia, estudava dia e noite, se revesava entre seus plantões no hospital a noite, e suas aulas pela manha, saia do hospital e ia direto pra casa ficar com sua avó, tereza. A avó da estudante era a tipica avó, mimava a neta como ninguem, e se preocupava com a intensidade que a neta estudava e trabalhava.

Satine tinha somente 2 amigas, ambas que conheceu ainda nos tempos de escola, uma delas se chamava Ana Flor, tinha a mesma idade de Satine, 21 anos, mas tinha um temperamento bem diferente da amiga. fogosa e sensual, Flor conseguia quase tudo em sua vida de forma peculiar, morava em uma casa bem localizada no bairro onde morava, herança de seu falecido marido, o respeitoso senhor Almir. Flor era esperta e malandra, conheceu almir em um almoço cedido por seus pais, a primeira Dama da cidade, Leda e o prefeito Gastão. Ana flor alem de ser nova,ja tinha muita experiencia de vida, dizem que seu pai o prefeto Gastão torres, compro votos dos eleitores e por isso se tornou prefeito. flor com apenas 21 anos ja tinha casa propria carro na garagem e bastante dinheiro em sua conta bancaria, estava apenas atras de um grande amor ou uma nova vitima. a outra amiga de Satine era Maria eduarda, entre os amigos Duda.

Duda era o oposto de Ana flor, romantica e sonhadora era mais parecida com Satine. ambas sonhavam em casar e ter filhos, uma boa profissão, um marido digno e uma casa grande com cachorros andando pelo quintal. Duda que era atriz e estava em trabalhando em uma peça de baixo orçamento na pequena cidade onde viviam. Duda era a tipica menina humilde do interior que vem pra cidade grande atras de uma oportunidade, seus pais se mudaram pra Cidade grande para dar a oportunidade que não tiveram, Duda morava em uma modesta mas aconchegante casa ao norte do bairro.

O bairro das Oliveiras era um bairro pequeno e relativamente distante do centro da cidade onde morava Miguel, o jovem solitario e namorador, que tinha uma coleção de ex-namoradas, Miguel era bonito, alto, cabelos negros e olhos da mesma cor. Miguel era mais velhos que as meninas porem menos espertos, digamos assim. tinha uma situação financeira estavel, pais que pouco se preocupavam e um irmão dois anos mais velho que ele, ja casado e com um filho. Miguel tinha tudo o que queria, ja tinha concluido sua faculdade de relações publicas e ja estava se preparando para começar a trabalhar em uma grande e importante multinacional, o moço iria dirigir uma das filiais prestas a ser inaugurada no bairro das Oliveiras.... [ CONTINUA ]